Carmen Cecília De Araújo Dos Santos Laranjeira

Carmen Cecília De Araújo Dos Santos Laranjeira

Bauru (São Paulo) Brasil

Seguidores:
0
Votos:
0
Opiniones:
3

Arquitecta profesional, docente con 18 años de trayectoria. Trabaja en IESB/Preve. Ejerce la docencia en IESB/Preve.

Áreas de interés: Diseño Audiovisual, Diseño de Indumentaria, Diseño Gráfico, Diseño Industrial, Diseño Web, Diseño Textil, Comunicación, Ilustración, Marketing, Diseño de Interiores, Branding, Tecnología, Diseño de Moda, Motion Graphics, Arte

Possui graduação em Licenciatura em Educação Artística com Habilitação em Artes Plástica e mestrado em Comunicação e Poéticas Visuais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, Bauru, SP. Atualmente é doutoranda da Universidad de Barcelona, ES. É professora titular, membro do NDE - Núcleo de Desenvolvimento Educacional e Coordenadora da Pósgraduação do Curso de Design do Instituto de Ensino Superior de Bauru Ltda - IESB/Preve; professora titular do Curso de Design de Moda das Faculdades Integradas de Bauru - FIB e consultora de projetos de extensão da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, Bauru, SP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino e Aprendizagem das Artes Visuais, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, teoria e técnicas de artes visuais, design, moda, reciclagem de papel, fibras naturais e sustentabilidade.

Endereço para acessar este CV:
http://lattes.cnpq.br/1294927830664315
 

0

Feb 2012 Mi opinión en el artículo El imaginario encriptado

Estimado Fernando, não me parece possível separar razão de sensibilidade. Só pode falar (ou usar, que seja) da melancolia quem já a sentiu. Melancolia é um estado de tristeza permanente, que nos deixa incapazes de sentir prazer, amar, enfim, sermos felizes.

0
0

Feb 2012 Mi respuesta en el diálogo iniciado en el artículo El imaginario encriptado

Estimado Fernando,

0
0

Ene 2012 Me gusta el artículo:

0

Ene 2012 Mi opinión en el artículo El imaginario encriptado

Não concordo, absolutamente, com o que li. Sou professora de artes e design (teoria e prática) antes, porém, sou pintora e designer de moda. Uma das disciplinas com que trabalho é Processo Criativo. Fernando Alemán tem, de forma completamente distorcida, a capacidade de usar o texto de Arthur Koestler sobre a necessidade da fome, do sexo, do impulso de aprender, ou seja, aquilo que nos faz viver e nos faz sentir-nos bem para justificar o ato de criar, que é de intenso prazer como pura melancolia. Lamentável! Melancólico!

0
0

Abr 2011 Me gusta el artículo:

0

Mar 2011 Me gusta el artículo:

0
0

Mar 2011 Me gusta el artículo:

0

Mar 2011 Me gusta el artículo: