Diálogo iniciado por Vinicius Acquesta em:

Ilustração principal do artigo A traição do designer gráfico

Italo Fajardo

A traição do designer gráfico

De quem é a culpa se os salários dos designers gráficos sejam tão baixos?

Veja este artigo

Retrato de Vinicius Acquesta
0
Vinicius Acquesta
Nov 2013

Muito bom! Aqui no Brasil eu sempre pensei que era algo da nossa cultura, ganhar 100% em cima de alguem para fazer o trabalho. Mas concordo, se sujeitamos a ganhar um salário de migalhas, é claro que as empresas vão querer, acho que temos que mudar algo na nossa queria profisão!

1

Este vídeo pode lhe interessar👇👇👇

Lhe poderiam interessar

Retrato de Fernando Del Vecchio
Autor:
Fernando Del Vecchio
Título:
Meus clientes não me valoram, que posso fazer?
Resumo:
Uma excelente excusa para não enfrentar uma situação que exige a nossa atenção: O perfil do designer deve transformar-se.
Traduções:
Compartilhar:
Ilustração principal do artigo Yahoo: faça você mesmo
Autor:
Luciano Cassisi
Título:
Yahoo: faça você mesmo
Resumo:
Como o ex-gigante buscador da internet criou seu novo logotipo.
Traduções:
Compartilhar:
Retrato de Raúl Belluccia
Autor:
Raúl Belluccia
Título:
O que fazem os designers quando desenham?
Resumo:
Os designers exercem uma profissão cujos resultados são indispensáveis para a planificação industrial dos artefatos
Traduções:
Compartilhar:
Ilustração principal do artigo Está na hora de aposentar a Gestalt?
Autor:
Ricardo Martins
Título:
Está na hora de aposentar a Gestalt?
Resumo:
A contribuição da Gestalt à psicologia é valiosa. Mas a Gestalt deixou de entregar aquilo que promete: ser uma teoria comprovada que facilite a vida dos designers gráficos.
Compartilhar:
Retrato de Pablo Torres
Autor:
Pablo Torres
Título:
O Design e o ‘faz-de-contas’
Resumo:
Corremos constantemente o risco de cair no conto do Design de 'faz-de-contas'. Mas como podemos nos esquivar deste erro e fazer um design real e efetivo?
Traduções:
Compartilhar:
Retrato de Fabio Lopez
Autor:
Fabio Lopez
Título:
A cultura do improviso
Resumo:
O improviso como heroísmo cotidiano e o planejamento como solução definitiva: confusões típicas de uma nação em desenvolvimento.
Compartilhar: