BraƧos, cabeƧas e pernas

Em muitas ocasiƵes, trabalhar de maneira interdisciplinar Ć© a melhor opĆ§Ć£o para o profissional de design.

Retrato de Ricardo Acosta GarcĆ­a Ricardo Acosta GarcĆ­a CĆ³rdoba Seguidores: 67

OpiniƵes:
0
Votos:
5
Compartir:

Tinha acordado meio tonto e com uma sensaĆ§Ć£o estranha. Senti algo a mais em meu corpo, e para meu espanto vi que havia brotado em mim um segundo par de braƧos! Pulei da cama espantado, mas alegre. Minha primeira reaĆ§Ć£o foi pensar: Ā«agora poderei produzir duas vezes mais!Ā».

Na empolgaĆ§Ć£o do momento, do nada, vi crescer mais um par de braƧos. Ā«Uau, e agora trĆŖs vezes mais!Ā». Estava feliz porque, como designer, era tudo o que havia desejado: poder trabalhar em muitos computadores e tomar mate com bolachas ao mesmo tempo. Era muito bom!

Levantei com certo esforƧo, pois agora pesava quase 20 quilos a mais. NĆ£o conseguia caminhar sem cambalear. Era alarmante a minha falta de equilĆ­brio! Apesar disso, estava com boas expectativas quanto as minhas novas Ā«ferramentasĀ» de trabalho.

Enquanto caminhava alegremente com meus seis flamejantes braƧos, senti meus joelhos tremerem. Dois novos pares de braƧos brotaram de repente. Estavam apertados entre si, com pouco lugar para se moverem e com uma coordenaĆ§Ć£o nula. Continuei a me confortar com a ideia: Ā«se posso operar mais computadores, posso operar muitos programas. Realizarei mais peƧas e ganharei mais dinheiroĀ». Lembrei-me das muitas vezes que desejei que o dia tivesse vinte e oito horas, quando o que deveria ter desejado era um corpo com mais braƧos. Como eu estava enganado!

A simples hipĆ³tese: Ā«se eu operar mais programas, minhas possibilidades de criaĆ§Ć£o aumentarĆ£o e, por conseguinte, serei um melhor designerĀ», foi o que tirou da minha cabeƧa a quantidade de dinheiro que gastaria com desodorante. EntusiasmadĆ­ssimo, continuei: Ā«ā€¦assim terei mais serviƧos para oferecer ao mercado, porque fisicamente poderei fazer mais. Nunca recusarei nenhum trabalho por incapacidade de realiza-lo com minhas mĆ£os. Agora tenho dez!Ā».

Comprei mais cinco computadores e passei a estudar os diversos programas de design grĆ”fico, multimĆ­dia, web sites, modelaĆ§Ć£o e animaĆ§Ć£o em 3D, animaĆ§Ć£o e ediĆ§Ć£o de vĆ­deo, arquitetura e complexas linguagens de programaĆ§Ć£o.

No momento em que colocava em execuĆ§Ć£o meu plano, meus dez braƧos comeƧaram a se mover caoticamente. Errantes, eles buscavam em vĆ£o que o meu cĆ©rebro lhes ordenasse o que fazer. Por mais que tentasse, somente podia me encarregar de um par de cada vez. Logo pensei: Ā«estou desperdiƧando braƧos! Preciso de uma cabeƧa para cada par de braƧos, assim eu aproveitarei a todos os braƧos!Ā».

No dia seguinte, quando acordei, para meu espanto sobre os meus ombros se abria um leque de cabeƧas. Cinco! Da maneira como eu havia desejado. Naturalmente, o peso extra dificultou muito que eu levantasse. Os neurƓnios extras eram demais para o meu corpo jƔ fatigado.

Desesperado, retomei as minhas expressƵes de desejos, como quem quer escapar de areias movediƧas e somente consegue se afundar mais. Finalmente consegui ficar em pĆ© sobre as minhas dez pernas que, de repente, brotaram do meu corpo. NĆ£o pude deixar de imaginar o que meus futuros clientes pensariam da minha nova aparĆŖncia, e intui que nĆ£o se sentiriam muito confortĆ”veis. Outro inconveniente: nĆ£o conseguia sair da minha casa pela porta, nem entrar no meu carro, muito menos pegar um Ć“nibus.

Desejei um corpo para cada conjunto de extremidades e assim voltar a ter apenas uma cabeƧa, dois braƧos e duas pernas. Quando olhei para trĆ”s, meu olhar se fixou em quatro sujeitos idĆŖnticos a mim. CoƧamos todos a cabeƧa ao mesmo tempo, e notei em suas caras o alĆ­vio que eu sentia por nĆ£o ser mais uma colagem de membros. Preocupava-me se minha casa era grande o suficiente para nĆ³s. DormirĆ­amos e comerĆ­amos ao mesmo tempo jĆ” que, ao final das contas, Ć©ramos exatamente iguais.

Na hora do trabalho, outro inconveniente. Com tanto nĆ­vel de paridade, nenhum dos cinco queria se encarregar de trabalhar em Ć”reas de design com as quais nĆ£o tĆ­nhamos afinidade e experiĆŖncia. Mesmo sendo cinco, nĆ£o apareciam visƵes diferentes, nĆ£o nos completĆ”vamos, nĆ£o nos criticĆ”vamos construtivamente, nem encontrĆ”vamos satisfaĆ§Ć£o nem enriquecimento no trabalho de equipe. Ɖramos instĆ¢ncias de uma mesma entidade: eu estava rodeado de quatro espelhos. Antes de passar para o desejo seguinte, sentamos e pensamos: Ā«O que faltava?Ā».

Foi nesse momento que tive uma revelaĆ§Ć£o. Faltava que fossemos pessoas diferentes! Em lugar de tentar inutilmente abraƧar o mundo, exigindo de mim o impossĆ­vel, e colocando as ferramentas do design acima do prĆ³prio design, por que simplesmente nĆ£o trabalhava com outros profissionais que se movimentam em outras Ć”reas, com outros conhecimentos, que pensem diferente de mim? Por que nĆ£o montar uma rede de trabalho que permita solucionar os problemas dos clientes, muito alĆ©m de pensar somente em confeccionar certas peƧas (aquelas que posso fisicamente realizar?). Por que nĆ£o pensar alĆ©m de um folheto, uma animaĆ§Ć£o ou do que ocorre dentro de uma tela? Por que nĆ£oā€¦?

Sentado na minha cama, coberto de suor, eu me perguntava: Ā«Mas por que nĆ£o?Ā». Depois de comprovar que jĆ” nĆ£o Ć©ramos cinco, que continuava sendo uma calorosa terƧa-feira, e ainda faltavam duas horas para sair para o trabalho, eu escrevi estas linhas.

Retrato de Ricardo Acosta GarcĆ­a Ricardo Acosta GarcĆ­a CĆ³rdoba Seguidores: 67

TraduĆ§Ć£oAbc Design Curitiba Seguidores: 23

OpiniƵes:
0
Votos:
5
Compartir:

Colabore com a difusĆ£o deste artigo traduzindo-o

Traduzir ao inglĆŖs Traduzir ao intaliano
CĆ³digo QR para acesso ao artigo BraƧos, cabeƧas e pernas

Este artigo nĆ£o expressa a opiniĆ£o dos editores e responsĆ”veis de FOROALFA, os quais nĆ£o assumem qualquer responsabilidade pela sua autoria e natureza. Para reproduzi-lo, a nĆ£o ser que esteja expressamente indicado, por favor solicitar autorizaĆ§Ć£o do autor. Dada a gratuidade deste site e a condiĆ§Ć£o hiper-textual do meio, agradecemos que evite a reproduĆ§Ć£o total noutros Web sites.

Debate

Logotipo de
Minha opiniĆ£o:

Ingresse com sua conta para opinar neste artigo. Se nĆ£o a tem, crĆŖ sua conta grĆ”tis agora.

Lhe poderiam interessar

Retrato de Mario BalcƔzar
Autor:
Mario BalcƔzar
TĆ­tulo:
Tudo o que qualquer designer deve saber quando procura emprego
Resumo:
Conselhos para obter melhores resultados nas entrevistas para emprego na Ɣrea do design.
TraduƧƵes:
Compartilhar:
InteraƧƵes:
Votos:
8
OpiniƵes:
3
Seguidores:
563
Retrato de Luiz Renato Roble
Autor:
Luiz Renato Roble
TĆ­tulo:
Design Ć© mais que desenho, Ć© conceito
Resumo:
Ter dedos Ć”geis no teclado e no rato Ć© importante, mas Ć© apenas uma habilidade com uma das ferramentas de trabalho, que Ć© o computador, e nĆ£o o fundamental.
Compartilhar:
InteraƧƵes:
Votos:
13
OpiniƵes:
1
Seguidores:
18