Mais do que publicar conteúdos, é publicar histórias

Não é suficiente escrever artigos para conseguir clientes a través do nosso site. Temos que seduzir, e se é com histórias, muito melhor.

Retrato de Samuel Soler Solaz Samuel Soler Solaz Valencia

Seguidores:
5
Opiniões:
0
Votos:
0
Compartir:
Ilustração principal do artigo Mais do que publicar conteúdos, é publicar histórias

É sabido que para conseguir visibilidade nos buscadores e nas redes sociais, o marketing de conteúdos tem se convertido num dos grandes aliados para muitas empresas. Não tem nada melhor do que aparecer com conteúdo próprio e original nos primeiros lugares de Google para conseguir uma boa venta, devido a que o leitor não percebe os conteúdos como anúncios publicitários. Esta técnica é usada para ajudar a seduzir aos potenciais clientes.

Google ama os novos conteúdos, e se são de qualidade, melhor. Mas claro, tem tantos sites, tantos blogs e tanta informação nas redes sociais que resulta cada vez mais complicado destacar. Muitos se deram conta que não basta só com tem um site, além de isso, tem que atualizar o conteúdo para melhorar o posicionamento de forma natural. Mas todos fazem o mesmo: sobem os artigos ao blog, com as palavras chaves pertinentes, etc. Embora pareça uma boa tática, que claro, é, não serve de muito se ao final não conseguimos prender ao leitor.

Os expertos em SEO e posicionamento esquecem em muitas ocasiões que não basta escrever um artigo e otimizar de cara ao posicionamento em buscadores. Esquecemos que quem conecta não são os buscadores, são as pessoas. E são essas conexões que fazem que nosso conteúdo seja relevante na Internet, os que ajudarão a conseguir melhor posicionamento.

Como conseguir isso?

Não é simples, mas também não complicado. Pra começar, temos que esquecer um pouco do posicionamento e das técnicas SEO. Temos que contar histórias, mais do que escrever artigos. São essas histórias que os internautas gostam, e se eles gostam, acabarão compartilhando tanto nas suas redes sociais (cada vez mais importantes para os buscadores) ou a través de outros blogs ou sites. Temos que lembrar que uma das coisas que mais valora o Google é a qualidade dos enlaces à uma página web ou blog. E isso subirá nosso posição em qualquer buscador da Internet, o que se traduz em mais visita ao nosso site.

Que histórias podemos contar?

É muito simples. Tudo aquilo que possa ser relevante em nossa empresa, qualquer situação cotidiana que aproxime ao leitor de um blog ou conteúdo, ao funcionamento diário de uma empresa, negócio, etc. Não devemos tratar de vender um produto a um possível cliente dizendo «¡Compre!». Temos que seduzi-lo. Para isso, nada melhor do que contar experiências próprias para acabar oferecendo conteúdo de qualidade.

Qualquer parte do processo de elaboração de um produto pode se converter em uma história viral. Anedotas, curiosidades, etc. Tudo é valido se conseguimos dar na tecla, se conseguimos seduzir ao leitor com conteúdo de qualidade. Assim, existirão grandes possibilidades de que nosso leitor se converta em cliente. Uma vez que temos a história, teremos que começar a otimizar o artigo de cara ao SEO e ao posicionamento, mas sem terminar em obsessão. Antes o conteúdo era o rei, agora podemos dizer que o conteúdo otimizado é o verdadeiro rei.

Um bom título, uma URL otimizada, melhor curta do que longa, com as palavras chaves bem selecionadas, tanto no princípio como no final são somente algumas sugestões que devemos ter em conta. Mas esta tarefa, é melhor faze-la no final que no princípio, porque o que realmente importa é a história.

Traduzido por María Claudia Saldaña Trujillo

Seguidores:
5
Opiniões:
0
Votos:
0
Compartir:
Código QR para acesso ao artigo Mais do que publicar conteúdos, é publicar histórias

Este artigo não expressa a opinião dos editores e responsáveis de FOROALFA, os quais não assumem qualquer responsabilidade pela sua autoria e natureza. Para reproduzi-lo, a não ser que esteja expressamente indicado, por favor solicitar autorização do autor. Dada a gratuidade deste site e a condição hiper-textual do meio, agradecemos que evite a reprodução total noutros Web sites.

Debate

Logotipo de
Minha opinião:

Ingresse com sua conta para opinar neste artigo. Se não a tem, crê sua conta grátis agora.

Lhe poderiam interessar

Retrato de Mariane Garcia Unanue
Autor:
Mariane Garcia Unanue
Título:
Arquitetura, marketing e o design nas cidades
Resumo:
A maneira com que enxergamos nossa cidade depende de como a observamos. Com o projeto dos pontos comerciais não é diferente: eles se comunicam através do design e da arquitetura.
Compartilhar:
Interações:
Votos:
3
Seguidores:
22
Retrato de Adrián Pierini
Autor:
Adrián Pierini
Título:
O packaging e o mundial de futebol
Resumo:
O desenho do packaging revoluciona-se sempre que há um mega evento desportivo. As grandes marcas, nestas alturas, utilizam todos os recursos gráficos em busca da fidelidade.
Traduções:
Compartilhar:
Interações:
Votos:
5
Opiniões:
1
Seguidores:
447