Mais do que publicar conte√ļdos, √© publicar hist√≥rias

Não é suficiente escrever artigos para conseguir clientes a través do nosso site. Temos que seduzir, e se é com histórias, muito melhor.

Retrato de Samuel Soler Solaz Samuel Soler Solaz Valencia Seguidores: 5

Opini√Ķes:
0
Votos:
0
Compartir:
Ilustra√ß√£o principal do artigo Mais do que publicar conte√ļdos, √© publicar hist√≥rias

√Č sabido que para conseguir visibilidade nos buscadores e nas redes sociais, o marketing de conte√ļdos tem se convertido num dos grandes aliados para muitas empresas. N√£o tem nada melhor do que aparecer com conte√ļdo pr√≥prio e original nos primeiros lugares de Google para conseguir uma boa venta, devido a que o leitor n√£o percebe os conte√ļdos como an√ļncios publicit√°rios. Esta t√©cnica √© usada para ajudar a seduzir aos potenciais clientes.

Google ama os novos conte√ļdos, e se s√£o de qualidade, melhor. Mas claro, tem tantos sites, tantos blogs e tanta informa√ß√£o nas redes sociais que resulta cada vez mais complicado destacar. Muitos se deram conta que n√£o basta s√≥ com tem um site, al√©m de isso, tem que atualizar o conte√ļdo para melhorar o posicionamento de forma natural. Mas todos fazem o mesmo: sobem os artigos ao blog, com as palavras chaves pertinentes, etc. Embora pare√ßa uma boa t√°tica, que claro, √©, n√£o serve de muito se ao final n√£o conseguimos prender ao leitor.

Os expertos em SEO e posicionamento esquecem em muitas ocasi√Ķes que n√£o basta escrever um artigo e otimizar de cara ao posicionamento em buscadores. Esquecemos que quem conecta n√£o s√£o os buscadores, s√£o as pessoas. E s√£o essas conex√Ķes que fazem que nosso conte√ļdo seja relevante na Internet, os que ajudar√£o a conseguir melhor posicionamento.

Como conseguir isso?

Não é simples, mas também não complicado. Pra começar, temos que esquecer um pouco do posicionamento e das técnicas SEO. Temos que contar histórias, mais do que escrever artigos. São essas histórias que os internautas gostam, e se eles gostam, acabarão compartilhando tanto nas suas redes sociais (cada vez mais importantes para os buscadores) ou a través de outros blogs ou sites. Temos que lembrar que uma das coisas que mais valora o Google é a qualidade dos enlaces à uma página web ou blog. E isso subirá nosso posição em qualquer buscador da Internet, o que se traduz em mais visita ao nosso site.

Que histórias podemos contar?

√Č muito simples. Tudo aquilo que possa ser relevante em nossa empresa, qualquer situa√ß√£o cotidiana que aproxime ao leitor de um blog ou conte√ļdo, ao funcionamento di√°rio de uma empresa, neg√≥cio, etc. N√£o devemos tratar de vender um produto a um poss√≠vel cliente dizendo ¬ę¬°Compre!¬Ľ. Temos que seduzi-lo. Para isso, nada melhor do que contar experi√™ncias pr√≥prias para acabar oferecendo conte√ļdo de qualidade.

Qualquer parte do processo de elabora√ß√£o de um produto pode se converter em uma hist√≥ria viral. Anedotas, curiosidades, etc. Tudo √© valido se conseguimos dar na tecla, se conseguimos seduzir ao leitor com conte√ļdo de qualidade. Assim, existir√£o grandes possibilidades de que nosso leitor se converta em cliente. Uma vez que temos a hist√≥ria, teremos que come√ßar a otimizar o artigo de cara ao SEO e ao posicionamento, mas sem terminar em obsess√£o. Antes o conte√ļdo era o rei, agora podemos dizer que o conte√ļdo otimizado √© o verdadeiro rei.

Um bom t√≠tulo, uma URL otimizada, melhor curta do que longa, com as palavras chaves bem selecionadas, tanto no princ√≠pio como no final s√£o somente algumas sugest√Ķes que devemos ter em conta. Mas esta tarefa, √© melhor faze-la no final que no princ√≠pio, porque o que realmente importa √© a hist√≥ria.

Retrato de Samuel Soler Solaz Samuel Soler Solaz Valencia Seguidores: 5

Tradu√ß√£oMar√≠a Claudia Salda√Īa Trujillo Seguidores: 3

Opini√Ķes:
0
Votos:
0
Compartir:

Colabore com a difus√£o deste artigo traduzindo-o

Traduzir ao inglês Traduzir ao intaliano
C√≥digo QR para acesso ao artigo Mais do que publicar conte√ļdos, √© publicar hist√≥rias

Este artigo não expressa a opinião dos editores e responsáveis de FOROALFA, os quais não assumem qualquer responsabilidade pela sua autoria e natureza. Para reproduzi-lo, a não ser que esteja expressamente indicado, por favor solicitar autorização do autor. Dada a gratuidade deste site e a condição hiper-textual do meio, agradecemos que evite a reprodução total noutros Web sites.

Debate

Logotipo de
Minha opini√£o:

Ingresse com sua conta para opinar neste artigo. Se não a tem, crê sua conta grátis agora.

Lhe poderiam interessar

Retrato de Ignacio Jaén
Autor:
Ignacio Jaén
Título:
O que é a narrativa transmídia
Resumo:
Hoje, as marcas se perguntam como envolver seus clientes potenciais contando una historia que defina o produto.
Tradu√ß√Ķes:
Compartilhar:
Intera√ß√Ķes:
Votos:
0
Seguidores:
17
Ilustração principal do artigo Olhares gráficos: design, conceito e identidade visual
Autor:
Beto Lima
Título:
Olhares gr√°ficos: design, conceito e identidade visual
Resumo:
A utiliza√ß√£o do olho no logo da ¬ęCBS Television¬Ľ e em outras empresas que dele se utilizam como elemento gr√°fico em suas marcas.
Tradu√ß√Ķes:
Compartilhar:
Intera√ß√Ķes:
Votos:
12
Opini√Ķes:
3
Seguidores:
13