Steven Paul e Jonathan Paul

Eles se encontraram em uma empresa cheia de problemas. Muita gente apostava que ela estava perto do fim, mas eles entraram para a história.

Rique Nitzsche Rio de Janeiro
Followers:
264
Comments:
1
Votes:
1
Compartir:

Em 1997, eles se encontraram. Paul Reinhold costumava reformar e revender carros usados, além do seu emprego regular. Tinha uma bancada de trabalho na garagem onde produzia os móveis da casa. Ele separou um espaço para seu filho experimentar suas próprias criações. Quando Paul construiu a cerca, deu um martelo para seu filho ajudá-lo. Mesmo não sendo um empreendedor manual, seu filho adorava ficar com ele, assistindo sua dedicação em fazer as coisas da forma mais perfeita possível.

Em outro país, separado por um oceano, Michael John era ourives e uma contínua fonte de inspiração para o filho. Mike criava móveis, joias e tinha um talento incrível para realizar tarefas tipo «faça você mesmo». Ele também incentivava seu filho a frequentar sua oficina caseira para fazer o que quisesse. Além disso, Mike era um professor com prestígio em Tecnologia do Design. Mike ajudou a transformar a «habilidade manual» em um curso integrado que misturava o ensino acadêmico com a produção de objetos.

Há exatos 20 anos, os filhos de Paul e Mike se encontraram e tornaram-se amigos por quase 15 anos de trabalho em colaboração intensa.

Steven Paul, filho de Paul, estava voltando para a organização que havia fundado e estava passeando pelo estúdio de design para descobrir o que andava acontecendo. Jonathan Paul, filho de Mike, era um dos designers da equipe dessa empresa e estava na sua prancheta rodeado de esboços de projetos. Assim, de forma casual, eles se encontraram e descobriram o quanto tinham em comum, mesmo tendo dois históricos de vida bem diferentes. Suas percepções próprias sobre o valor de design tinham uma herança caseira através de pais cuidadosos no acabamento, mesmo das partes que não eram vistas pelos outros.

O que Paul e Mike ensinaram na prática para seus filhos foi a crença de que uma ideia pode se tornar material. Basta fazer, começar e ir «consertando enquanto faz». Entre o pensamento da intenção e a coisa materializada, produto ou serviço, existe o processo de design que deve ser praticado desde a infância. A crença de que as ideias podem ser empreendidas parece ter acompanhado os dois até a maturidade. Todos os dias, boas ideias são desperdiçadas por causa da falta de uma atitude proativa diante delas. Crianças precisam ser incentivadas a empreender suas ideias com criatividade e o processo do design é uma poderosa ferramenta para isso.

A parceria entre Steve Jobs e Jony Ive ajudou a construir a marca mais valiosa do planeta. Em 2015, o Brasil precisava exportar 8 toneladas de minério de ferro para conseguir o mesmo valor financeiro de um único iPhone. Em meados de 2015, o seu valor de mercado daria para comprar todas as empresas brasileiras da Bolsa de Valores e ainda sobraria um troco de US$ 30 bilhões. Em maio de 2016, a Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, investiu US$ 1 bilhão, apostando no seu crescimento. Em maio de 2017, tornou-se a primeira empresa norte-americana a superar a marca de US$ 800 bilhões em valor de mercado.

A marca Apple vale mais ainda na mente das pessoas, encantadas em usar seus produtos e serviços e ostentar isso. O planeta ainda é fascinado pelo design Apple, mesmo que a empresa demore em lançar outras inovações que alimentem o fascínio.

Obrigado, Paul Reinhold Jobs e Michael John Ive, por terem sido bons pais.

Followers:
264
Comments:
1
Votes:
1
Compartir:

1 Comments

See comments

This article does not express the opinion of the editors and managers of FOROALFA, who assume no responsibility for its authorship and nature. To republish, except as specifically indicated, please request permission to author. Given the gratuity of this site and the hyper textual condition of the Web, we will be grateful if you avoid reproducing this article on other websites. Published on 23/01/2018.

Rique Nitzsche

More articles by Rique Nitzsche in Portuguese

Idioma:
PT
Title:

Entre o natural e o artificial

Synopsis:

No Carnaval, o artificial é levado ao extremo.

Share:
Idioma:
PT
Title:

Empatia e design na evolução humana

Synopsis:

Empatia é o primeiro atributo que um designer deve possuir.

Share:
Idioma:
PT
Title:

O design como herança

Synopsis:

A arqueologia depende dos vestígios de design gerados pelas nossas intervenções na natureza.

Share:
Idioma:
PT
Title:

O design dos negócios

Synopsis:

Design não é mais uma estética que se aplicava ao final de um processo. Design é o próprio processo.

Share:

You may be interested

Rique Nitzsche
Idioma:
ES
Author:

Rique Nitzsche

Title:

El diseño de los negocios

Translations:
Share:
Interactions:
Votes:
52
Comments:
28
Followers:
264
Vero Orso
Idioma:
ES
Author:

Vero Orso

Title:

Neuromarketing: el nuevo proceso de compra

Share:
Interactions:
Votes:
29
Comments:
13
Followers:
65
Luiz Renato Roble
Idioma:
PT
Author:

Luiz Renato Roble

Title:

Design é mais que desenho, é conceito

Share:
Interactions:
Votes:
13
Comments:
1
Followers:
18
Guillermo Dufranc
Idioma:
ES
Author:

Guillermo Dufranc

Title:

Creatividad y tecnología en packaging

Share:
Interactions:
Votes:
117
Comments:
17
Followers:
395
Diego Otero
Idioma:
ES
Author:

Diego Otero

Title:

Diseño: entre naturaleza, arte, ciencia y tecnología

Share:
Interactions:
Votes:
30
Comments:
44
Followers:
13
David Gallo
Idioma:
ES
Author:

David Gallo

Title:

Chicas Poderosas Bogotá

Share:
Interactions:
Votes:
30
Comments:
17
Followers:
74
My opinion:

Login with your account to comment on this article. If you do not have it, create your free account now.

513
Joaquín Eduardo Sánchez Mercado
3 months ago

Mucho elogio para quien prácticamente no inventó nada, todo su "diseño" lo copió, lo robó o compró. Fueron Steve Wozniac, Los Beatles(Apple Records), McKenna, Olivetti, Dieter Rams, WeroxPARC (de donde salió Adobe), IBM (PowerPC), Windows (Explorer, Office), Unix, Intel, China, Samsung, solo por citar algunos que hicieron posible a esta empresa Apple y la salvaron del fracaso en el que ya estaba. Steve Jobs no inventó ni diseñó nada, Jonathan Ive más bien imitó a Dieter Rams sin superarlo jamás. También Jobs fracasó contra IBM, nunca pudo superarla como era el eterno sueño de Jobs, mucho menos en ciencia y tecnología. Nunca pasó del 6% del mercado de las computadoras y de los gadgets donde solo ha obtenido el 16% del mercado, el resto es Androide. Hay que entender que sin estas ayudas su fracaso habría sido total. Su éxito que no se niega fue más bien en vender estética, imagen elitista, uso intuitivo y subjetividad. No es el cómo me sirve sino cómo me veo. ¿Ganar dinero es diseño?

0
Reply

Upcoming online courses

Auditoría de Marca

Auditoría de Marca

Taller de práctica profesional: análisis, diagnóstico y programa de marca sobre casos reales

6 weeks
25 Junio

Branding: Diseñador y Cliente

Branding: Diseñador y Cliente

Tratar con el cliente, hacer presupuestos y planificar las etapas de la creación de una marca

3 weeks
6 Agosto

Branding Corporativo

Branding Corporativo

Cómo se planifica, construye y gestiona la marca de empresas e instituciones

4 weeks
17 Septiembre

Estrategia de Marca

Estrategia de Marca

15 claves para programar el diseño de símbolos y logotipos de alto rendimiento

4 weeks
29 Octubre

Relecturas del Diseño

Relecturas del Diseño

Una inmersión en el discurso sobre el diseño para despejar sus nociones más controvertidas: creatividad, innovación, arte, tecnología, función social...

4 weeks
28 Enero