Atividade recente

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Há 7 semanas Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Suzana Dias
0

Há 4 meses Suzana Dias opinou no artigo O design de um pictogramaO design de um pictograma

Os pictogramas lado a lado, promovem uma leitura mais completa do significado. Mas como serão estes pictogramas lidos de forma isolada ? Apenas veremos um dos pictogramas de cada vez. Sendo assim o significado não se torna vulnerável?

Kadu Lombarde
0

Há 7 meses Kadu Lombarde respondeu no diálogo iniciado por Sidney CaserSidney Caser no artigo Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?

Oi Sidney, muito interessante esse trecho que você citou, e atual. Os designers são ensinados a desenvolver marcas gráficas como se estivessem criando uma campanha publicitária, ou seja, uma mensagem efêmera de convencimento. Isso explica a baixa qualidade do resultado e das justificativas da maioria dos projetos de rebranding. Mas acredito que existe esperança para a maioria, uma vez que entrem em contato com a realidade das coisas e aprendam a forma correta de fazer o trabalho.

Kadu Lombarde
0

Há 7 meses Kadu Lombarde respondeu no diálogo iniciado por Henrique LuzzardiHenrique Luzzardi no artigo Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?

Oi, Henrique, obrigado pelo comentário. Sim, essa mudança em particular parece duplamente injustificada: pela motivação e pelas próprias justificativas finais. Olhando hoje, já que a mudança foi grande, poderia ter incluído algum tipo de revisão no nome, acho que daria mais sustentação ao projeto, pois me parece que esse é um problema real que a marca tem.

Sidney Caser
0

Há 7 meses Sidney Caser opinou no artigo Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?

Lendo o seu texto, excelente por sinal, lembrei das palavras que Itiro Iida escreveu na apresentação que fez para o livro de Gui Bonsiepe - "Design, Cultura e Sociedade" editora Blucher - 2011.

Itiro se referindo ao que Gui Bonsiepe destaca; " O design perdeu a sua substancia quando passou a cuidar das superficialidades, colocando-se a serviço da beleza cosmética e lucros fáceis. O design contemporâneo descuidou-se de investir nas atividades de projeto onde deveria estar o trabalho central do designer. Privilegiando-se apenas o discurso sobre o design, enfatizando os assuntos periféricos ligados ao estilo e simbolismos".

Itiro faz, a partir deste comentário, uma analogia botânica, muito apropriada, o que ele chamou de design coco:

"O design atual se assemelha a um coco, com casca dura e o interior oco, com se fosse um produto de embalagem vistosa mas com conteúdo precário".

A confusão está instalada e só nos resta esperar e torcer para não piorar muito com a utilização de discursos "ocos" e marcas de qualidade duvidosa. Sem falar da onda atual, a IA. Parabéns pelo texto.

Henrique Luzzardi
1

Há 7 meses Henrique Luzzardi opinou no artigo Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?Por que a nova marca da Loja Integrada foi tão mal explicada?

Kadu, ótima reflexão. É bastante cansativa esta tendência das marcas de tentar justificar o injustificável e lançar mão de um baú de clichês na hora de "explicar" uma mudança de marca.

Quanto à nova assinatura, poderia ser pertinente no caso de ser uma marca realmente nova, pois combina um logotipo com mais qualidade e rendimento a um símbolo que, sem ser super original, ao menos aponta de forma direta para o universo digital. Porém, como mencionasses, perde-se todo o reconhecimento alcançado pela marca em todos esses anos. E esse reconhecimento é difícil e penoso de alcançar.

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Há 9 meses Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Há 10 meses Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Luiz Claudio Gonçalves Gomes
46

Há 11 meses Luiz Claudio Gonçalves Gomes Publicou:

Marcio Duarte
8

Há 11 meses Marcio Duarte opinou no artigo Aprender design sem design(er)?Aprender design sem design(er)?

Perfeita a sua posição. Digo isso frequentemente, os novos designers não sabem pensar como designers. Muitos apenas executam ações nos softwares, sem teoria para contextualizar ou defender as criações.

Flavio Santos
0

Jul. 2021 Flavio Santos opinou no artigo A cultura do improvisoA cultura do improviso

O tópico planejamento é sempre bem vindo. Pois planejar maximiza o tempo, padroniza ações e potencializa nossos resultados. E o tempo é nosso maior ativo na atualidade. Ótimo artigo.

Fernando Morgado
10

Ago. 2020 Fernando Morgado Publicou:

Aboubakar Bin
0

Jul. 2020 Aboubakar Bin opinou no artigo Os clientes não compram designOs clientes não compram design

Parabens pelo artigo.

Henrique Luzzardi
1

Jul. 2020 Henrique Luzzardi opinou no artigo Os clientes não compram designOs clientes não compram design

Perfeito seu artigo. Design é sobre resolver problemas de comunicação e é por esse motivo que o cliente nos procura. Falar a língua do cliente, saber ouvi-lo e orientá-lo é muito mais valioso do que tentar torná-lo um "entendido" na nossa área.

Luciano Cassisi
2002

Jul. 2020 Luciano Cassisi Publicou:

Silvia Sasaoka
0

Mai. 2020 Silvia Sasaoka opinou no artigo Arte, design e ideologiaArte, design e ideologia

Este artigo é elucidador, trabalho com projetos que envolvem designers e artesãos e portanto, lidamos com todos os preconceitos citados no artigo em nosso dia a dia. Agradeço ao professor.

João Garcia
1

Mai. 2020 João Garcia opinou no artigo Sobre contratos no designSobre contratos no design

Excelente!

Maria del Carmen González
0

Abr. 2020 Maria del Carmen González opinou no artigo EsquematismoEsquematismo

En mi curso estoy llevando una materia la cual tiene por nombre "Concepto" y vemos desde el proceso de las conexiones, percepción, genotipo .... y realmente es enriquecedor este articulo!!

Joan Costa
2606

Abr. 2020 Joan Costa Publicou:

Marcelo Silva
0

Fev. 2020 Marcelo Silva opinou no artigo Tudo o que qualquer designer deve saber quando procura empregoTudo o que qualquer designer deve saber quando procura emprego

Excelentes dicas...

Breno Carvalho
1

Dez. 2019 Breno Carvalho opinou no artigo Afinal, o que é o design thinking?Afinal, o que é o design thinking?

Gostaria muito de encontrar seu livro, mas não está disponível.

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Nov. 2019 Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Ricardo Martins
87

Out. 2019 Ricardo Martins respondeu no diálogo iniciado por Emilio AugustoEmilio Augusto no artigo Método simplificado para construção de um sistema de identidade visualMétodo simplificado para construção de um sistema de identidade visual

Ola Emílio, em resumo refere-se à missão, valores, opiniões, essencia

Emilio Augusto
0

Olá Ricardo. Excelente. O que seria MVOE na fase A?

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Out. 2019 Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Marshal Lauzer
1

Set. 2019 Marshal Lauzer opinou no artigo Usos indevidos da marcaUsos indevidos da marca

Gabriel, muito bom tocar neste assunto, parabéns!. Em aula, quando explico isto, às vezes recorro a um grande amigo que dizia assim "Usos indevidos? Ora, se não está no manual, é indevido!" Exageros à parte, muitas vezes percebo que esta parte de um manual é feita meio que para "cumprir tabela", usando distorções ou atropelos que até mostram os tais usos não permitidos, mas que não expressam o real significado deste tópico. E tenho visto muita gente questionando a necessidade dos manuais hoje em dia, algo do que discordo. abraços e obrigado pelo texto!

Henrique Luzzardi
1

Set. 2019 Henrique Luzzardi opinou no artigo Aprender design sem design(er)?Aprender design sem design(er)?

Discussão necessária e importante. Parabéns pelo texto.

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Set. 2019 Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Gabriel Bergmann Borges Vieira
16

Jul. 2019 Gabriel Bergmann Borges Vieira Publicou:

Bruno Porto
39

Abr. 2019 Bruno Porto Publicou:

Néstor Damián Ortega
414

Fev. 2019 Néstor Damián Ortega opinou no artigo Gutenberg 2018Gutenberg 2018

Maestro Costa, um excelente artigo!

Gutenberg, sua visão, sua disciplina e sua ousadia forjaram e forjaram odas as mudanças econômicas, sociais e políticas dos últimos séculos, graças à massificação de textos. O desafio atual é a democratização dos livros, u acessibilidade e o direito de ler.

Joan Costa
2606

Fev. 2019 Joan Costa Publicou:

Norberto Chaves
3925

Dez. 2018 Norberto Chaves Publicou:

Enrique Iturriaga
70

Dez. 2018 Enrique Iturriaga Publicou:

Fabio Lopez
64

Dez. 2018 Fabio Lopez respondeu no diálogo iniciado por Mario SantiagoMario Santiago no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

obrigado Mario! sorte na editora.

Fabio Lopez
64

Dez. 2018 Fabio Lopez respondeu no diálogo iniciado por Roberto Magalhaes SilvaRoberto Magalhaes Silva no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

Fabio Lopez
64

Dez. 2018 Fabio Lopez respondeu no diálogo iniciado por Rogério TorresRogério Torres no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

valeu Rogério! seguimos por aqui. :-)

Rogério Torres
4

Dez. 2018 Rogério Torres opinou no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

Faço minhas suas palavras, Fábio! Conheci seu trabalho a partir do projeto Mini Rio, que aliás é do baralho! Continuo acompanhando seus textos por aqui também. Abraço.

Roberto Magalhaes Silva
0

Dez. 2018 Roberto Magalhaes Silva opinou no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

Destacando a frase que mais me impulsionou!

"Molde o mercado, não seja moldado por ele (sim, isso é possível). E no final das contas, lembre-se: não importa a que velocidade você vai caminhando, importante é que esteja indo na direção correta. "

Mario Santiago
5

Nov. 2018 Mario Santiago opinou no artigo Designer independente, muito prazerDesigner independente, muito prazer

Muito bom o seu texto, Fábio. Acredito em cada uma das suas palavras e compartilho integralmente o seu pensamento. Na editora Atafona (projeto de independência editorial ao qual me lancei depois que deixei a universidade e a vida docente) busco me aproximar de gente que pensa assim e que tem a autonomia como princípio e como estatuto ético. Quem sabe um dia vc. não se aproxima da gente também? Abraço por tudo isso!

P.S.-quando tiver um tempinho, passe por aqui: www.editoraatafona.net

Fabio Lopez
64

Nov. 2018 Fabio Lopez Publicou:

Anita Chalu
59

Jun. 2018 Anita Chalu Publicou:

Norberto Chaves
3925

Mai. 2018 Norberto Chaves Publicou:

Maria do Carmo Curtis Curtis
0

Mai. 2018 Maria do Carmo Curtis Curtis opinou no artigo O design das experiências humanasO design das experiências humanas

A sugestão é bastante pertinente, design para experiência é a expressão mais adequada.

Ricardo Martins
87

Mai. 2018 Ricardo Martins opinou no artigo O design das experiências humanasO design das experiências humanas

Achei o artigo bem oportuno, e bastante informativo. Concordo 100% com as informações sobre como nosso cérebro funciona. Peço permissão para respeitosamente sugerir um ajuste no artigo. Ao invés de dizer «design de experiências», dizer «design para experiência» pois não é possível projetar a experiência de um ser humano, podemos no máximo influenciá-la.

Rique Nitzsche
278

Mai. 2018 Rique Nitzsche Publicou:

Joan Costa
2606

Abr. 2018 Joan Costa Publicou:

Breno Carvalho
1

Abr. 2018 Breno Carvalho Publicou:

Nelly Paola Armas Castañeda
167

Abr. 2018 Nelly Paola Armas Castañeda Publicou: