A relação entre as pessoas e os espaços que habitam

Pensar a casa nos dias de hoje nos faz refletir como as relações entre as pessoas e os lugares mudaram nos últimos anos. O design busca respostas para as demandas atuais.

Retrato de Mariane Garcia Unanue Mariane Garcia Unanue Juiz de Fora

Seguidores:
22
Opiniões:
0
Votos:
8
Compartir:

Pensar a casa nos dias contemporâneos nos faz pensar, também, sobre como as relações entre as pessoas e os lugares mudaram nos últimos anos. Não usamos mais um espaço da mesma forma como na última década; agora, um mesmo ambiente tem diversas funções ao mesmo tempo como, por exemplo, uma sala de estar que assume também função de sala de tv, sala de jantar, lugar para estudar ou para acessar a internet, receber amigos ou cuidar das crianças enquanto fazem o dever de casa. Os espaços que habitamos são mais complexos funcionalmente e nos exigem respostas para essas demandas atuais.

Então, que lugar é esse? É um lugar onde vivemos nossas vidas e o impregnamos com nossa existência, através de nossos hábitos, nossa rotina, nossas expectativas e desejos, nossos momentos alegres ou tristes. Enfim, é um lugar onde existe vida e que, por isso mesmo, está em constante transformação. Pensar esse espaço hoje significa entender que colocamos nos ambientes um pouco (ou muito) de nós mesmos e que também o projeto desses espaços deve levar em consideração a influência que temos sobre ele. Por outro lado, os espaços também exercem influência sobre nós: a forma com que a luminosidade, as cores, as texturas dos ambientes ou a forma com que o espaço foi organizado imprimem sua marca e também nos orientam sobre como nos comportar.

Projeto desenvolvido pela arquiteta, para a loja Líder Interiores. Escritório em homenagem ao arquiteto ArthurArcuri, na ocasião da Decora Líder, Juiz de Fora-MG, 2009.

Sabemos que a forma com que o espaço de um museu está organizado nos indica que devemos respeitar certos limites, não podemos nos aproximar demais da obra de arte, nem devemos nos apressar para percorrê-lo. Esse é um lugar que solicita ser descoberto aos poucos, devagar e silenciosamente. Por sua vez, os espaços escolares, como salas de aula ou auditórios, são organizados de maneira a percebermos sua ordem, nos apontam para onde olhar e possuem luz bem distribuída e homogênea para que possamos nos sentir confortáveis e focar nossa atenção para o que será ministrado. Já em nossa casa sabemos que é possível sentar no sofá sem compromisso ou misuras porque aquele lugar é onde nos sentimos à vontade para sermos nós mesmos e também nos sentimos protegidos do mundo lá fora, pois estamos no nosso ninho seguro e conhecido. Em todos estes exemplos podemos perceber a grande importância das cores e da luz, que são responsáveis pela maior parte das mensagens que os espaços nos transmitem e, muitas vezes, traduzem para os ambientes que tipo de relação teremos com aquele espaço. Queremos que seja um ambiente claro ou escuro, colorido ou neutro, luminoso ou com baixa luminosidade, intimista e confortável ou impessoal e prático? O design de interiores é capaz de conectar as expectativas que temos sobre um ambiente àquilo que o espaço pode nos oferecer, criando maneiras de habitarmos os espaços e ainda assim sermos interpelados por eles, criando novas formas para o habitar contemporâneo.

Editor: Ana Bossler Porto Alegre

Seguidores:
22
Opiniões:
0
Votos:
8
Compartir:

Artigo publicado originalmente na revista Panorama Sul, abril 2013, Juiz de Fora-MG.

Artigo publicado originalmente na revista Panorama Sul, abril 2013, Juiz de Fora-MG.

Código QR para acesso ao artigo A relação entre as pessoas e os espaços que habitam

Este artigo não expressa a opinião dos editores e responsáveis de FOROALFA, os quais não assumem qualquer responsabilidade pela sua autoria e natureza. Para reproduzi-lo, a não ser que esteja expressamente indicado, por favor solicitar autorização do autor. Dada a gratuidade deste site e a condição hiper-textual do meio, agradecemos que evite a reprodução total noutros Web sites.

Mariane Garcia Unanue

Mais artigos de Mariane Garcia Unanue

Título:
Arquitetura, marketing e o design nas cidades
Resumo:
A maneira com que enxergamos nossa cidade depende de como a observamos. Com o projeto dos pontos comerciais não é diferente: eles se comunicam através do design e da arquitetura.
Compartilhar:
Título:
O design de ambientes e as novas tecnologias
Resumo:
Assistimos ao surgimento de novos tipos de ambientes e espaços que acompanham mudanças nos hábitos e comportamentos das pessoas. Qual o papel da tecnologia nesse cenário?
Compartilhar:

Debate

Logotipo de
Minha opinião:

Ingresse com sua conta para opinar neste artigo. Se não a tem, crê sua conta grátis agora.

Lhe poderiam interessar

Retrato de Rique Nitzsche
Autor:
Rique Nitzsche
Título:
Nossos ambientes são reflexos de nós mesmos
Resumo:
A humanidade faz design como uma extensão do nosso interior biológico.
Compartilhar:
Interações:
Votos:
7
Opiniões:
4
Seguidores:
265
Retrato de Marcos Beccari
Autor:
Marcos Beccari
Título:
O designer solipsista
Resumo:
Cada um de nós é como um peixe que não vê a água na qual está imerso e, por conseguinte, sua existência real (do peixe e da água) não passa de uma emaranhado de sentidos.
Compartilhar:
Interações:
Votos:
9
Seguidores:
42