Marcos Da Costa Braga Braga

Marcos Da Costa Braga Braga

São Paulo (São Paulo) Brasil

Seguidores:
1
Votos:
0
Opiniones:
3

Diseñador Industrial docente especialista en Investigación en diseño,

Áreas de interés: Diseño Gráfico, Diseño Industrial, Branding

Possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestre em Antropologia da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto - AUH da FAUUSP.
É membro do corpo editorial do periódico científico Estudos em Design e membro do Conselho Editorial da Revista Arcos da ESDI/UERJ. Foi coordenador do curso de Design da Unicarioca de 1997 a 2004 e da Faculdade de Desenho Industrial Silva e Sousa de 1991 a 1995.
É autor de vários textos sobre história do design no Brasil e um dos coordenadores da coleção de livros ‘Pensando o Design’ publicado pela editora Blucher. Organizou o livro 'O Papel Social do Design Gráfico' publicado pela Editora SENAC-SP. Tem experiência na área de Design, atuando principalmente em desenho do produto, ensino do design, Identidade visual, e história do design no Brasil. É membro do grupo de pesquisa ‘História, Teoria e Linguagens do Design’ e do Laboratório de Fundamentos da arquitetura e do urbanismo- LABFAU, ambos da FAUUSP.
 

1

Ene 2015 Me gusta el artículo:

1

Jun 2011 Mi opinión en el artículo La brecha de la marca

Prezado Hugo

Aqui na FAUUSP no Brasil, tenho incentivado o uso do nome marca gráfica por achar mais pertinente. Este é uma designação tem crescido em artigos de Congressos brasileiros.

Saudações, Marcos Braga

Designer e pesquisador

0
1

Jun 2011 Me gusta el artículo:

1

Feb 2011 Me gusta el artículo:

1

Nov 2009 Mi opinión en el artículo ¿Existe una ética del diseño?

Ética profisional existe e é desejável para uma sociedade melhor. É um parâmetro para as relações sociais mui importante. Adotar ou não é que tem sido uma questão pessoal. O Designer tem que voltar a se ver como categoria profissional e social e isto passa por recuperar uma dimensão ética da profissão.

0
1

Nov 2009 Mi opinión en el artículo Londres 2012: ¿un buen símbolo?

Senti a mesma indiferença que o Gomes quando vi pela primetra vez. Depois achei ruim. É exagerado na pretensão de vanguarda. Mostrei para meus alunos do curso de design da USP e todos destetaram. Então não cumpre as funções de leiturabilidade nem de empatia que um bom símbolo devia alcançar.

0
  • Retrato de Carolina Tosello
    Carolina Tosello Jun 2012