Toda marca deve ser...

Doze normas supostamente «universais» do design de marcas gráficas.

Norberto Chaves Barcelona
Followers:
2958
Comments:
1
Votes:
18
Compartir:

Passam as décadas - quase um século - e no meio profissional do design de marcas (sem falar no meio acadêmico) segue-se ouvindo afirmações surpreendentes, abertamente refutadas pela realidade. Em amplos setores do design, o trabalho segue governado por mitos muito dificilmente erradicáveis: as superstições, pelo seu próprio conceito, não escutam razões nem atendem aos fatos. Aqui vão doze clássicos da mitologia profissional:

  1. Toda marca deve fazer alusão à atividade da organização ou à identidade do produto.
    FALSO: em alguns casos, sim; na ampla maioria, não.

  2. Toda marca deve incluir um símbolo que complemente o logotipo.
    FALSO: em alguns casos o símbolo é indispensável; em outros, supérfluo; e, em casos minoritários, opcional.

  3. Toda marca deve ser singular, ou seja, não responder a códigos gráficos convencionais.
    FALSO: em alguns casos a marca deve ser singular; em outros, absolutamente convencional.

  4. Em toda marca, o logotipo deve estar manipulado, ou seja, deve ter alteradas as letras ou a relação entre elas.
    FALSO: em alguns casos a transgressão das normas tipográficas ou caligráficas é útil e, em outros, prejudicial.

  5. Toda marca deve ser amigável, informal ou coloquial.
    FALSO: somente em muitos poucos casos a informalidade da marca pode coincidir com o perfil ótimo da organização ou do produto.

  6. Toda marca deve ser moderna, ou seja, ajustar-se a linguagens gráficas contemporâneas.
    FALSO: o próprio atual «estilo de época» é a pluralidade de estilos; e algumas marcas devem ser legitimamente «clássicas» ou, inclusive, «retrô».

  7. Toda marca deve aderir às últimas modas gráficas.
    FALSO: somente as marcas de entidades efêmeras poderiam somar-se a linguagens efêmeras; pois a obsolescência raramente é favorável.

  8. Toda marca deve ser «rejuvenescida» periodicamente.
    FALSO: somente se justifica seu redesign quando seja detectada sua baixa qualidade ou sua perda de competitividade.

  9. Toda marca deve ser «dinâmica» ou estar projetada para mudar de forma.
    FALSO: somente deverá ser «declinável» quando a diversidade de atividades requeira sub-marcas articuladas.

  10. Toda marca deve se ajustar ao perfil do público.
    FALSO: a marca deve se ajustar ao perfil de seu dono (a organização ou o produto) e é a oferta destes a que deve ser apetecível por seus «targets».

  11. Toda marca deve ser «vendedora», ou seja, induzir à compra.
    FALSO: as marcas com função de reclame publicitário só se observam em alguns casos de consumo impulsivo.

  12. Toda marca deve ser sintética e pregnante.
    FALSO: em muitos casos deve ser; quando as exigências de rapidez de leitura e memorização sejam prioritárias. Em outros casos, tal requisito acaba sendo supérfluo.

Moral da história

O design profissional de marcas gráficas é sempre específico, não sujeito a normas supostamente universais nem receitas. Ou seja, deve ser observado cada caso: detectar as condicionantes particulares provenientes do perfil estratégico e das condições específicas de comunicação. Nas doze hipóteses anteriores, sua falsidade provem da palavra «toda», ou seja, da atribuição de universalidade à respectiva norma.

Editor: Luiz Claudio Gonçalves Gomes Campos Dos Goytacazes
Followers:
2958
Comments:
1
Votes:
18
Compartir:

1 Comments

See comments

This article does not express the opinion of the editors and managers of FOROALFA, who assume no responsibility for its authorship and nature. To republish, except as specifically indicated, please request permission to author. Given the gratuity of this site and the hyper textual condition of the Web, we will be grateful if you avoid reproducing this article on other websites. Published on 28/03/2016.

Norberto Chaves

More articles by Norberto Chaves in Portuguese

Idioma:
PT
Title:

Iconicidade e velocidade de leitura

Synopsis:

As virtudes da mensagem gráfica não verbal.

Share:
Idioma:
PT
Title:

O símbolo de uma comunidade

Synopsis:

A capacidade emblemática de um identificador social: motivação e convencionalização.

Share:
Idioma:
PT
Title:

As receitas no design de marca

Synopsis:

Comentários a partir das opiniões sobre meu artigo «Toda marca debe ser…».

Share:
Idioma:
PT
Title:

Com meu design não se intrometa!

Synopsis:

O tabu da crítica interprofissional: insegurança, paranoia e refúgio no corporativismo.

Share:

You may be interested

Julia Vargas Rubio
Idioma:
PT
Author:

Julia Vargas Rubio

Title:

A marca país

Translations:
Share:
Interactions:
Votes:
4
Followers:
4
Dosve
Idioma:
ES
Author:

Dosve

Title:

Gráfica animada para niños

Share:
Interactions:
Votes:
116
Comments:
11
Followers:
7
Patricio Young
Idioma:
ES
Author:

Patricio Young

Title:

La identidad perdida

Share:
Interactions:
Votes:
7
Comments:
5
Followers:
9
Rubén Morales
Idioma:
ES
Author:

Rubén Morales

Title:

Un escudo para un partido político

Share:
Interactions:
Votes:
13
Comments:
8
Followers:
8
Sofia Escudero
Idioma:
ES
Author:

Sofia Escudero

Title:

Sobre la eficacia del rediseño de marca gráfica

Share:
Interactions:
Votes:
53
Comments:
7
Followers:
22
Cesar Nandez
Idioma:
ES
Author:

Cesar Nandez

Title:

CocaCola en el bicentenario

Share:
Interactions:
Votes:
157
Comments:
101
Followers:
19
My opinion:

Login with your account to comment on this article. If you do not have it, create your free account now.

0
One year ago
Fernando Soares Silveira

Texto incrivelmente elucidativo e esclarecedor, ampliando os horizontes de quem trabalha ou necessita da atividade de design profissional. Parabéns ao autor Norberto Chaves!

0
Answer

Upcoming online courses

Branding Corporativo

Branding Corporativo

Cómo se planifica, construye y gestiona la marca de empresas e instituciones

4 weeks
21 Mayo

Auditoría de Marca

Auditoría de Marca

Taller de práctica profesional: análisis, diagnóstico y programa de marca sobre casos reales

6 weeks
25 Junio

Branding: Diseñador y Cliente

Branding: Diseñador y Cliente

Tratar con el cliente, hacer presupuestos y planificar las etapas de la creación de una marca

3 weeks
6 Agosto

Estrategia de Marca

Estrategia de Marca

15 claves para programar el diseño de símbolos y logotipos de alto rendimiento

4 weeks
29 Octubre

Relecturas del Diseño

Relecturas del Diseño

Una inmersión en el discurso sobre el diseño para despejar sus nociones más controvertidas: creatividad, innovación, arte, tecnología, función social...

4 weeks
28 Enero