NACE, uma rede dedicada a abusar dos criativos

Hoje multiplicam-se certas plataformas capazes de esvaziar as entranhas do criativo. O pior? O ar esnobe que destila.

Olmo Garcia Barcelona
Followers:
11
Comments:
1
Votes:
6
Compartir:
Ilustración: Oliver Montiel

Recentemente recebi um e-mail que se dirigia a mim de forma pessoal, «Olá Olmo, temos visto o seu trabalho e gostamos muito». Acontece que essa pessoa que gostava tanto do meu trabalho, mesmo sem tê-lo visto, é um membro da NACE Global Creative Network, uma plataforma estilo Adtriboo, criada por crápulas dedicados a vampirizar os designers e vender um serviço medíocre para sua clientela hipotética. NACE promove concursos abertos, para oferecer várias propostas de diferentes designers. Segundo eles dizem, o cliente vai escolher e pagará ao vencedor. Na sua ilusão de ótica, o cliente acreditará ter descartado todos os trabalhos inadequados. A maioria deles participará desta pantomima, não por maldade, mas sim por ignorância e falta de reflexão.

Admito que o mais fascinante da NACE não é a sua desrespeitosa cara de pau, mas a maneira esnobe com que eles se comunicam. Um dos seus textos diz: «Trabalhamos com um sistema de Open Talent, onde rastreamos o talento criativo onde quer que ele esteja». Felizmente, um sistema super-mega-moderno-de-localização — não um sistema modesto — encontrou-me onde eu estava. De fato, no momento da pesquisa, eu estava sentado lendo um rótulo de um sabão em pó, e eles foram capazes de chegar a mim! Bravo Open Talent, vocês são demais! De uma maneira perspicaz eles continuam: «Nossos Caça Talentos selecionam e convidam os melhores criativos para fazer parte da nossa equipe de criação on-line». Ou seja, a Open Talent, depois de ter me encontrado, recorre a Talent Hunting para que me selecionem e me convidem para integrar a sua privilegiada equipe.

Acrescentam: «Durante o processo criativo, contamos com uma Tecnologia de Feedback Instantâneo, onde cada ideia passa por um processo de curadoria da NACE». No caso de você já está trabalhando em um projeto NACE, e nesse momento você esteja sem criatividade e seja incapaz de atingir o seu alto padrão de qualidade, aparecerá a Tecnologia de Feedback Instantâneo — imagino que com o condensador de fluxo ativado — e o processo de curadoria NACE, para ajudar-nos a projetar um mega-cool como se tivéssemos vinte prêmios Laus nos respaldando.

Em seu maravilhoso descaramento eles nos lembram que «as ideias são sempre de sua propriedade intelectual até o momento em ela ideia vença». Você está entendendo bem? Isto significa que sempre que você criar uma porcaria você pode enfiar aonde quiser, mas se o seu projeto for escolhido pelo cliente, a Tecnologia de Feedback aparecerá instantaneamente para retirar os seus direitos.

Finalmente, nos asseguram, muito condescendentes eles são, que «se você quiser participar apenas os projetos que lhe interessem, sem que nada seja imposto, como em um escritório normal». Não, eu não posso acreditar? De verdade? será o meu um escritório normal?

More information
Editor: Marcia Albuquerque Rio de Janeiro
Followers:
11
Comments:
1
Votes:
6
Compartir:

1 Comments

See comments

This article does not express the opinion of the editors and managers of FOROALFA, who assume no responsibility for its authorship and nature. To republish, except as specifically indicated, please request permission to author. Given the gratuity of this site and the hyper textual condition of the Web, we will be grateful if you avoid reproducing this article on other websites. Published on 15/04/2016.

You may be interested

Nelson Graubart
Idioma:
PT
Author:

Nelson Graubart

Title:

Identidade Visual é mais do que um logotipo

Share:
Interactions:
Votes:
25
Followers:
11
Juan Quaglia
Idioma:
ES
Author:

Juan Quaglia

Title:

Debate: Crowdsourcing: ¿sirve o no sirve?

Share:
Interactions:
Votes:
7
Comments:
3
Fernando Alemán
Idioma:
ES
Author:

Fernando Alemán

Title:

¿Conviene participar en concursos de diseño?

Share:
Interactions:
Votes:
15
Comments:
19
Followers:
8
Victor Garcia
Idioma:
ES
Author:

Victor Garcia

Title:

Kusi Kusi: la identidad como un (penoso) ‘Asunto de Estado’

Translations:
Share:
Interactions:
Votes:
45
Comments:
34
Followers:
186
FOROALFA
Idioma:
ES
Author:

FOROALFA

Title:

Marca conmemorativa para el Teatro San Martín

Share:
Interactions:
Votes:
45
Comments:
54
Followers:
547
Marcelo Rodriguez Milesi
Idioma:
ES
Author:

Marcelo Rodriguez Milesi

Title:

Debate: ¿Aplaudir o condenar los concursos de diseño?

Share:
Interactions:
Votes:
52
Comments:
43
Followers:
55
My opinion:

Login with your account to comment on this article. If you do not have it, create your free account now.

0
4/2016
Roberto Silva

Designers / Conceituadores - não devem se prestar a este tipo de coisa - existem outras formas de buscar a sobrevivência e se valorizar de forma mais profunda.

Concordo quando diz:

" crápulas dedicados a vampirizar os designers e vender um serviço medíocre para sua clientela hipotética"

0
Answer

Upcoming online courses

Branding Corporativo

Branding Corporativo

Cómo se planifica, construye y gestiona la marca de empresas e instituciones

4 weeks
21 Mayo

Auditoría de Marca

Auditoría de Marca

Taller de práctica profesional: análisis, diagnóstico y programa de marca sobre casos reales

6 weeks
25 Junio

Branding: Diseñador y Cliente

Branding: Diseñador y Cliente

Tratar con el cliente, hacer presupuestos y planificar las etapas de la creación de una marca

3 weeks
6 Agosto

Estrategia de Marca

Estrategia de Marca

15 claves para programar el diseño de símbolos y logotipos de alto rendimiento

4 weeks
29 Octubre

Relecturas del Diseño

Relecturas del Diseño

Una inmersión en el discurso sobre el diseño para despejar sus nociones más controvertidas: creatividad, innovación, arte, tecnología, función social...

4 weeks
28 Enero